Resumo da estrutura organizacional a nível de Departamentos e Assessorias

Departamento Contábil Financeiro (DAF): Administração, coordenação e supervisão das atividades gerais da operacionalização contábil e financeira da empresa, utilizando dos conhecimentos técnicos especializados e gerais, bem como dos meios e tecnologias apropriadas e disponíveis e que, interagindo com os demais setores da instituição, conduza a obtenção dos resultados preconizados de forma eficaz e diretamente conectada com a missão da organização.

Departamento de Recursos Humanos e Administrativo (DAR): Administrar as atividades à área de sua responsabilidade, respondendo perante a Companhia pela correta execução dos trabalhos e pelo adequado relacionamento dos órgãos a si subordinados com as demais unidades da COSAMA.

Departamento Comercial (DTC): Unidade responsável pelo planejamento, execução e controle das atividades relacionadas com a emissão de faturamento, arrecadação, medição, aferição, fiscalização e comercialização dos serviços de água, esgotamento sanitário e atendimento de consumidores na Companhia.

Departamento de Operação e Manutenção (DTO): Administrar as atividades de operação, manutenção, apoio técnico e logístico às unidades regionais das cidades do Interior do Estado do Amazonas atendidas pela COSAMA, dando-lhes a assistência necessária ao funcionamento adequado e eficiente dos sistemas de captação, tratamento e distribuição de água e demais funções de saneamento básico, exercendo sobre os responsáveis por tais unidades, quer diretamente, quer através de auxiliares, a supervisão, controle, acompanhamento e fiscalização necessárias ao alcance dos objetivos determinados pela Diretoria.

Assessoria de Planejamento, Organização e Métodos (DPP):Unidade responsável pelo Planejamento, coordenação e controle das atividades orçamentárias, execução e formulação de estudos técnicos, planos e programas financeiros para obtenção de recursos junto a organismos estatais e privados, de fomento e desenvolvimento, objetivando o desenvolvimento de projetos institucionais da Companhia; pela supervisão, orientação e execução de levantamentos de dados técnicos e estatísticos de elementos demográficos, hídricos, sociais, econômico-financeiros e conjunturais, necessários as atividades da Empresa e a formulação de pedidos de financiamentos de várias naturezas; pela execução e apresentação, mensal e anual de relatórios gerenciais das atividades realizadas pela Companhia, com base em dados reais e consolidados de todas as unidades orgânicas da Empresa, visando o acompanhamento preciso das metas e planos de desenvolvimento estabelecidos pela Diretoria Executiva; pela coordenação, orientação, acompanhamento e execução das atividades de organização e métodos da Companhia, respondendo pela análise permanente das necessidades funcionais de reorganização, normalização, metodização e racionalização de atividades, dentre outras.

Assessoria Jurídica e Auditoria Interna (DPJ): Unidade responsável pela orientação, coordenação e acompanhamento das  atividades  de assistência jurídica da Empresa, pronunciando-se através de pareceres e informações sobre questões legais e administrativa a si submetidas; pela assessoria ao Diretor Presidente e demais diretores e outros integrantes da administração da Empresa, no tocante a assuntos de natureza jurídica, nas áreas de direito civil, administrativo, tributário, comercial, trabalhista, e outras; pela representação da Empresa em demandas nas áreas administrativa e judicial, sempre por delegação do Presidente; pela elaboração de contratos e convênios em que a Empresa seja parte, cuidando do controle dos prazos e vencimentos desses atos jurídicos, com observância da legislação em vigor, em especial da Lei sobre Licitação e Contratos Administrativos.

Assessoria de Auditoria Interna (DPA): Unidade responsável em acompanhar, fiscalizar e avaliar os controles, lançamentos e registros contábeis, fiscais, trabalhistas e de outros serviços, quanto ao aspecto de sua correção e exatidão, assim como os dados e informações contidas nos relatórios gerenciais e contábeis, elaborados por empregados e chefias de unidades da empresa; Fiscalizar, acompanhar e avaliar os sistemas estabelecidos para assegurar a observância das leis, diretrizes, metas, normas e procedimentos instituídos pela administração, assim como sua correta aplicação e utilização pelas chefias responsáveis e efetivo cumprimento pelos empregados executantes; Acompanhar, fiscalizar e avaliar a adequação e eficácia dos registros e dos meios utilizados no controle e para proteção dos bens patrimoniais, inclusive quanto a custódia, manutenção, conservação, depreciação, correção monetária e a administração  desses bens, de um modo geral; acompanhar, avaliar e fiscalizar os sistemas de compra de materiais e de sua estocagem, quanto ao aspecto legal, de controle, segurança e condicionamento, bem  assim a correta aplicação e utilização desses bens; acompanhar, avaliar e fiscalizar o sistema de contratação o de serviços e obras, quanto ao aspecto legal, de qualidade do serviço, de segurança, de economicidade, de controle, de medição e atestação e da sua efetiva e correta realização pelos contratos; fiscalizar a documentação das aplicações de recursos financeiros realizadas pela empresa, quanto aos seus aspectos formais e legais, emitindo parecer fundamentado sempre que encontrar alguma irregularidade; dirigir, executar e apurar possíveis irregularidades praticadas por empregados da empresa, através de inquéritos administrativos devidamente formalizados, sempre que determinado pelo Presidente, encaminhando a este, ao final da sindicância, o parecer conclusivo do órgão, juntamente com todos os documentos integrantes do processo; fiscalizar, avaliar e acompanhar os sistemas de faturamento, arrecadação e cobrança da empresa, quanto aos aspectos de controle (com atenção especial ao faturamento), de economicidade, de eficácia, de segurança, de mediação de água fornecida; elaborar e, após aprovação superior, cumprir o plano anual de auditoria interna, abrangente a todas as unidades orgânicas e atividades onde se faça necessário a fiscalização, e que deverá ser revisto e atualizado periodicamente, de acordo com as diretrizes emanadas da administração superior.